Que as Ideias fluam neste local de maneira sincera, inteligente e motivante. Que as pessoas sejam livres de expressar as suas opiniões e, se o entenderem, os seus sentimentos. Apenas assim se evolui!!

domingo, 27 de março de 2011

I Encontro Fotográfico Transfronteiriço em Vilardevós

A 26 de Março de 2011 tive o prazer  de participar no I Encontro Fotográfico Transfronteiriço em Vilardevós promovido pela Associação Lumbudus do lado português e a Asosiacion Portas Abertas do lado galego.
Foi uma experiência gratificante e enriquecedora onde se teve o previlégio de conhecer novos lugares e novas pessoas em particular aquelas com grandes afinidades culturais, históricas e linguísticas para connosco estando noutro País, Espanha, mesmo à nossa beira.
O encontro teve lugar no Concelho de Vilardevós, situado a sudeste da Província de Orense, Galiza. Este Concelho ocupa uma área de 152,7 km2 e tem 2812 habitantes. É uma zona montanhosa em que se destacam a Serra  de Penas Ceibes e a Cota de Mairos. Além de paisagens de uma grande beleza tais como as canadas do Rio Arzoá, a lagoa da Foca ou a cascata da Cidadella. Tem um grande número de capelas e igrejas dos séc.  XVIII e XIX, casas senhoriais e cruzeiros.
O Encontro teve início no Centro de Interpretación de Contrabando, em Vilardevós, onde fomos recebidos pelo Presidente da Câmara, José Luis Pérez Garcia. 
Aqui, além de uma perspectiva abrangente do Concelho, ficamos a para do trabalho elaborado para manter na nossa memória as Rotas do Contrabando e os trágicos anos do Regime Franquista.
Além do Presidente tivemos a grata companhia do Padre Digno para nos guiar durante a visita.
Na povoação de Vilardevós percorremos algumas artérias da vila. 

De destacar a casa do escritor Eloi Elois André.
E a dos irmãos Santiago que, durante o Regime Franquista foram perseguidos por serem de esquerda.
Saindo de Viladervós seguimos para Berrande onde visitamos a Igreja de S. Bartolomeu de Berrande.
 
 De destacar a imagem de Santo António de Lisboa, sem o livro:

Ainda tivemos a oportunidade de ver os Caminhos do Contrabando restaurados para Turismo e a bonita Cascata da Cidadella.


 De destacar os Abrigos para caçadores e outros:
E onde os Caminhos dos Contrabandistas se cruzam com os Caminhos de Santiago:

Após o Almoço dirigimo-nos a Florderrei de Portas Abertas, perto de Terroso onde visitamos a Ermida das Portas Abertas com a Padroeira do mesmo nome, lugar de perigrinação das almas dos mortos convertidas em formigas.
 
Ainda fomos visitar Arzádegos, com as suas tradicionais adegas, a "aldeia do contrabando". Aqui vimos a Igreja de Santa Eulália.
A visita terminou no Alberque Rural de Vilarello de Cota com a actuação do Grupo de Música Galega "Candaira".



7 comentários:

  1. Pablo Serrano Bien definido,emhora buena,un abrazo.

    ResponderEliminar
  2. Pablo Serrano,bien definido en horabuena, un abrazo.

    ResponderEliminar
  3. Interessante iniciativa, excelente reportagem. PARABÉNS!

    ResponderEliminar